Associação dos Atrativos
Turísticos de Bonito e Região
faça uma busca no site:
02/03/2017 - 09:48
Turismo sustentável no Brasil: exemplos e desafios
Bonito é citado várias vezes como um dos principais exemplos em turismo sustentável no Brasil.
 
Divulgação
Gruta do Lago Azul
Gruta do Lago Azul
Mesmo antes de se começar a falar em sustentabilidade no turismo, o Brasil já apresentava iniciativas que buscavam boas práticas e redução de impactos no setor. Hoje, elas se multiplicam pelos mais de 8,5 milhões de km2 do país e muitas servem de exemplos para outras iniciativas pelo mundo. Porém, o turismo sustentável no Brasil ainda passa por grandes desafios, que vão da carência de conhecimento à ausência de políticas públicas.

Acompanhando o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento, perguntamos a lideranças do setor quais são os grandes exemplos de boas práticas no turismo no Brasil e quais ainda são nossas faltas quando o tema é sustentabilidade no turismo. Modelos pioneiros que deram certo, como o destino de Bonito e os hotéis fazenda Campo e Parque dos Sonhos, em Socorro, São Paulo, foram citados com unanimidade como os grandes exemplos em turismo sustentável no Brasil. Educação, maior envolvimento dos empresários e projetos inovadores para as regiões costeiras aparecem entre os desafios que ainda precisamos enfrentar em busca da sustentabilidade.

Veja o que dizem Evandro Schütz, presidente da ABETA – Associação Brasileira de Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura, Alexandre Sampaio, presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) e presidente do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da Confederação Nacional do Comercio, de Bens de Serviços e de Turismo (CNC), Mariana Aldrigui, professora e pesquisadora em Turismo da Universidade de São Paulo e Isabel Barnasque, coordenadora de Turismo Responsável do Ministério do Turismo.

1. Qual grande exemplo (ou exemplos) em práticas de turismo responsável e sustentável que o Brasil tem a compartilhar?
2. No que o país ainda precisa melhorar para ter um turismo mais sustentável?

Evandro Schütz, presidente da ABETA
Exemplos: O Brasil é reconhecido internacionalmente como a nação com a maior biodiversidade do planeta e existem algumas iniciativas pontuais que se destacam no cenário da sustentabilidade. Como destino, Bonito, no Mato Grosso do Sul, após sofrer o “boom” da visitação nos anos 70 e 80, percebeu que se nada fosse feito com certa urgência, perderia uma oportunidade única de promover a sustentabilidade plena de seus atrativos e, com isso, da sua comunidade. A implantação do “voucher único” consagrou o destino como um dos mais sustentáveis do planeta, sendo reconhecido como tal em 2013 e, de lá para cá, mantém-se sempre destacado no cenário do turismo sustentável do Brasil.

Como empreendimento, a Fazenda e o Hotel Campo dos Sonhos em Socorro, São Paulo, destacam-se por terem conquistado a maior parte dos prêmios nacionais e mundiais na área da sustentabilidade, ganhando em 2014 prêmio como “O Melhor em Turismo Responsável Mundial” na WTM – World Travel Market em Londres e também “O melhor para pessoas com deficiência”, além do Prêmio Braztoa de Sustentabilidade, entre outros.

Desafios: O Brasil precisa se apoderar de sua biodiversidade e de sua diversidade cultural como estratégia de futuro. Sem isso, fica difícil trilharmos o caminho da sustentabilidade. Nossa juventude precisa compreender, através da educação de qualidade, que ser sustentável significa pensar coletivamente e pensar em toda a cadeia produtiva do turismo onde, meio ambiente, sociedade e desenvolvimento façam parte de políticas públicas. Nossos Parques Nacionais e reservas são ativos da sociedade abandonados à sorte. Nossos recursos hídricos e florestas não são colocados no planejamento público das cidades como essenciais ao desenvolvimento urbano.

Nosso sistema de educação precisa pensar na sustentabilidade econômica, social, cultural e ambiental como estratégia e o turismo é uma das principais ferramentas para auxiliar o Brasil a compreender isso. Falar sobre turismo nas escolas é fundamental. O Brasil precisa reconhecer seus erros e admitir que a fórmula utilizada até hoje não deu resultado. Pelo contrário. Encaminhou nosso país em direção oposta aos preceitos da sustentabilidade em todas as áreas. Para o turismo, planejar as ações a médio e longo prazo dentro de uma visão macro e usar as boas experiências como modelo para o futuro.

Alexandre Sampaio, presidente da presidente da FBHA e do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da CNC

Exemplos: Sem dúvidas, um dos melhores exemplos de turismo sustentável que posso citar no Brasil é o caso do município de Bonito, no Mato Grosso do Sul. O modelo adotado é um paradigma para todo o resto do mundo. Lá, eles estabeleceram um sistema unificado para administrar o número de pessoas que visitam a região. Esse controle é feito por meio de um voucher digital que indica o nome do turista e as atrações que ele pretende conhecer. Dessa forma, é possível controlar o número de turistas nos parques e também garantir que a natureza não sofra tantos impactos com o excesso de pessoas.

Desafios: Com a globalização das informações e exemplos que vemos pelo mundo e aqui no Brasil também, penso que a mentalidade das pessoas já se modificou muito ao longo dos anos. Existe uma demanda por este tipo de mercado. As pessoas estão mais acessíveis para dialogar sobre o turismo sustentável. Agora, cabe aos empresários serem mais ousados nesse sentido. De um modo geral, os empresários devem incentivar e patrocinar cada vez mais este tipo de turismo. Uma sociedade mais consciente e sustentável é sem dúvida, uma sociedade mais saudável.

Mariana Aldrigui, professora e pesquisadora em Turismo da USP

Exemplos: Eu entendo que, por mais que muitos brasileiros já estejam até cansados de ouvir falar destes dois exemplos, a gestão turística de Bonito (MS) e o complexo Campo dos Sonhos e Parque dos Sonhos (SP) são os exemplos ideais para replica internacional, dada sua longevidade, expansão gradual e concepção original.

Desafios: Eu ainda me incomodo com o fato de negligenciarmos a sustentabilidade real e necessária das cidades litorâneas. Nossos milhares de quilômetros de praias (e o significado disso no imaginário mundial, ligando o Brasil a praias, sol, diversão, etc) são alvo de poucos projetos realmente inovadores. Existem, são pontuais, mas todos os anos somos notificados de problemas ligados ao alto índice de visitantes, poluição, doenças, e os diversos problemas sociais… sinto uma urgente necessidade de olharmos para isso com seriedade e compromisso.

Isabel Barnasque, coordenadora de Turismo Responsável do Ministério do Turismo

Exemplos: O Brasil já possui boas iniciativas sustentáveis no turismo, que promovem a inclusão social, a preservação e a conservação de recursos naturais e de respeito às culturas e povos, de desenvolvimento econômico dos destinos receptores. Como exemplo, podemos citar alguns vencedores do Prêmio Braztoa de Sustentabilidade, realizado em parceria com o Ministério do Turismo. Na última edição, de 2016, teve destaque o Cambará Eco Hotel, de Cambará do Sul (RS), que levou a categoria Top Sustentabilidade. Também podemos destacar a agência de viagem Flanar Turismo, de Uberlândia (MG), com o projeto de turismo sensorial para deficientes visuais em lavouras de café. Outro exemplo é o turismo pedagógico de Jaraguá do Sul (SC), de geração de energia elétrica através de painéis fotovoltaicos e captação de água da chuva. Também vale destacar os premiados dos últimos anos na categoria Top do prêmio: a Pousada Uacari, vencedora em 2015, e o Hotel Fazenda Parque dos Sonhos, em 2014.

Desafios: O Brasil é reconhecidamente um país de forte apelo para o turismo de natureza. Basta lembrar que ocupamos o primeiro lugar em atrativos naturais no ranking de 141 países, segundo o Fórum Econômico Mundial. Temos, ainda, vários roteiros incluídos no Passaporte Verde. Já avançamos muito em relação a sustentabilidade, mas sem dúvida ainda temos muito que trabalhar, pois esse é um tema que não se esgota, e o nosso desafio para implantar a cultura da sustentabilidade no setor é especialmente o de ampliar cada vez mais o número de adeptos ao tema, tanto de empresários, como de turistas. Bem como mudar a visão desacertada de que a sustentabilidade diz respeito somente às questões ambientais. Outra importante tarefa é mostrar o custo/benefício que a adoção dessas iniciativas pode gerar ao setor, acabando com a ideia de que a sustentabilidade gera investimentos com retorno incompatível ao esforço. Se trouxermos esse diferencial competitivo para os empreendimentos, também teremos condições de trazer um turista diferenciado, que quer buscar esse espaço. E aí, sim, seremos um país de turismo verdadeiramente sustentável.
Viajar Verde - Turismo Sustentável
 
Deixe seu comentário
 
publicidade
RECEBA NOSSA NEWSLETTER
Cadastre seu e-mail e receba nosso newsletter
ATRATUR NO FACEBOOK
Associação dos Atrativos
Turísticos de Bonito e Região
REDES SOCIAIS
CONTATO
Rua 24 de Fevereiro, 1507
CEP 79290-000
Bonito/MS
+55 67 3255-2245
atratur@atrativosbonito.com.br
Copyright @ 2012 - ATRATUR - Todos os direitos reservados